Buscar

6 dicas para integração de ambientes dar certo




A integração dos ambientes está em alta quando falamos em arquitetura de interiores. Salas de estar, jantar, varandas e cozinhas passaram a ser apenas um ambiente, privilegiando assim o convívio social e garantindo amplitude visual para os ambientes.

Atualmente, as construtoras já entregam os novos apartamentos facilitando a integração entre os espaços, com paredes estruturais bem posicionadas, permitindo que as divisórias sejam eliminadas sem risco algum.

Dessa forma, vemos que os cômodos compartimentados ficaram para traz, trazendo um layout mais fluído, de maneira que a metragem seja explorada de uma forma mais funcional e pratica pelos moradores. Seja para receber os amigos com mais conforto e espaço, ou para trazer uma área social ampla para a família, é preciso tomar alguns cuidados que listamos aqui:


1. Nada de sair derrubando as paredes por aí! É preciso saber se existem elementos estruturais entre os ambientes. Derrubar vigas e pilares estruturais pode comprometer a estrutura de todo o prédio. Por isso, atenção!





2. Fechar a varanda com vidro é o primeiro passo para quem quer aproveitar a área como espaço social, a ideia de integração permite tirar proveito das áreas gourmets e ambientes externos como parte do espaço social. Como os novos empreendimentos contam com varandas amplas, é uma ótima saída para ampliar a os cômodos sociais.


3. Em relação aos revestimentos, nossa dica é manter o mesmo revestimento no piso de todos os ambientes. A solução garante não só a harmonia visual, como também elimina possíveis desníveis, que são comuns em varandas, por exemplo. Ah, e as soleiras entre os ambientes também podem ficar de fora, pois não são mais necessárias entre esses cômodos.


4. Invista em uma única paleta para os ambientes. Afinal, as cores ajudam a criar uma unidade visual entre os ambientes. O mesmo piso já ajuda bastante nesse quesito, porém, é possível manter a mesa unidade no mobiliário, apostando no mesmo tecido nos estofados, e até as mesmas cores nas paredes.


5. Do mesmo jeito que é importante manter os ambientes ligados por cores, e elementos como os revestimentos, é preciso apostar em peças que ajudem a delimitar visualmente os ambientes. Para isso, móveis como bancos, estantes e aparadores são excelentes aliados. Tapetes também são um bom elemento para setorizar os cômodos.





6. Na hora de pensar no layout do ambiente, a posição dos móveis nos ambientes integrados faz toda a diferença. Os móveis precisam ser colocados a fim de criar uma divisão sutil entre os cômodos, sem isolar cada um deles. Um exemplo foi a estante de serralheria que permitiu tirar máximo proveito da metragem desse apartamento e criar uma divisória entre os ambientes. Sofás-ilhas também são uma boa escolha para garantir a integração entre os cômodos de forma fluída.


Se você gostaria de ter ambientes integrados em casa e não sabe por onde começar, entre em contato com o nosso escritório que podemos te ajudar!

12 visualizações0 comentário